Nessa terça-feira (27/11), o Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) comemora 51 anos de fundação. Até 2010, o órgão era chamado de Instituto de Pesos e Medidas, mas teve seu nome alterado em 2011, com a finalidade de referenciar a área da Avaliação da Conformidade (Qualidade), que também faz parte da política pública executada pelo Instituto.

Técnicos do Instituto verificam produtos do laboratório do Ipem-MG. Foto: Omar Freire / Imprensa MG

Desde a sua criação, o Ipem-MG busca garantir a melhoria da qualidade de vida do cidadão, especialmente nas áreas da saúde, segurança, meio ambiente e defesa da sociedade. Para isso, realiza a verificação e fiscalização de diversos produtos e serviços, como, por exemplo, brinquedos, balanças, radares, bafômetros, tacógrafo (cronotacógrafo), veículos transportadores de cargas perigosas (combustíveis, ácidos), taxímetros, produtos embalados e medidos sem a presença do consumidor (pré-medidos), medidor de pressão arterial (esfigmomanômetro) dentre outros.

O Instituto é o órgão oficial do Estado o qual garante ao cidadão que, ao comprar 1kg de feijão ou um litro de combustível, o consumidor realmente levará essa quantidade de produto, bem como assegura que o brinquedo não foi produzido com tintas ou metais nocivos à saúde, conforme esclarece o diretor-geral do Ipem-MG, Fernando Sette. “O trabalho do Instituto está presente 24 horas por dia na vida da sociedade, ou seja, desde o momento que levantamos até a hora de dormir”, afirma.

O Ipem-MG é uma instituição vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes-MG) e órgão delegado do Inmetro em Minas Gerais.

Além da sede em Contagem, o instituto conta com 13 unidades regionais: Belo Horizonte, Caratinga, Curvelo, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Patos de Minas, Passos, Pouso Alegre, Uberaba, Uberlândia e Varginha.

Enviar para impressão