O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerias (Ipem-MG), em parceria com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) e Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG) realizaram força tarefa para a fiscalização de postos de combustíveis, no município de Passos, nesta semana (09 a 13/09).

A força tarefa é uma ação realizada rotineiramente. Foto: Hélder Almeida / Divulgação

Nos 6 postos fiscalizados foram encontrados problemas de vício de quantidade, ou seja, uma diferença leve entre o que passa no leitor da bomba e a quantidade que realmente é entregue ao consumidor. Também constatou-se que havia bombas em mal estado de conservação e com vazamento interno de combustível (diesel, etanol e gasolina).

O gerente de Coordenação de Serviços Metrológicos do Ipem-MG, Wanderlan Alves, explica que no leitor é mostrado a injeção de 20 litros, quando de fato chegaram ao tanque 19,920 litros, ou seja, 80ml a menos.

“Trata-se de um erro comum em bombas. Portanto, não é visto como algo proposital ou atitude de má-fé”, explica Alves.

Apesar disso, conforme a legislação é necessário realizar a interdição imediata da bomba de combustível que apresentou alteração até que o problema seja solucionado.

A força tarefa é uma ação realizada rotineiramente pelo Instituto e demais órgãos ao longo do ano ou quando há denúncias de fraudes na Ouvidoria do Ipem-MG. A ouvidoria funciona por meio do fale conosco presente no site, no telefone 08000 335 335 ou pelo endereço eletrônico ouvidoria@ipem.mg.gov.br.