Com o intuito de facilitar a identificação dos servidores, em especial dos que atuam em campo, o Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) adquiriu novos uniformes. A expectativa é que nesse mês de março todos os fiscais do órgão já trabalhem, exclusivamente, com a nova vestimenta.

Segundo a diretora-geral do Ipem-MG, Melissa Barcellos Martinelle, o uso do uniforme traz mais segurança tanto para o fiscal quanto para o fiscalizado. “Além do crachá institucional, a padronização das roupas auxilia o empreendedor a reconhecer mais facilmente os servidores em atividade, bem como dificulta a atuação de criminosos que agem em nome do órgão”, esclarece.

Cabe destacar que a última aquisição de uniformes ocorreu em 2014, e não era disponibilizado a todos os servidores do órgão. O uniforme é formado por colete de fiscalização, camisa polo, bem como jaleco para os profissionais que atuam nos laboratórios do Instituto.

Jaleco, colete e camisa polo fazem parte da nova vestimenta dos fiscais. Foto: Divulgação / Ipem-MG

Falsos fiscais

O Ipem-MG alerta a população que denúncias recentes recebidas na Ouvidoria do Instituto relataram caso de pessoas que agiram como falsos fiscais em nome do Inmetro, com intuito de extorquir dinheiro.

Os criminosos utilizam coletes e crachás falsificados e pedem para fiscalizar nas residências instalações de gás de cozinha, bem como orientam a troca imediata de reguladores e mangueiras, produtos esses que são vendidos por eles.

Por este motivo, o Ipem-MG informa a população que não fiscaliza produtos em residências, assim como não os comercializa. A atuação de fiscalização se restringe à indústria e ao comércio.

Orientamos aos moradores que, caso recebam a visita desses falsos fiscais, denunciem à Polícia Militar e registre o fato na Ouvidoria do Ipem-MG, por meio do formulário Fale Conosco presente no site do Instituto, pelo endereço eletrônico ouvidoria@ipem.mg.gov.br ou telefone 08000 335 335.

Ipem-MG

O Ipem-MG é uma instituição vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede) e um órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Dentre os serviços e produtos verificados e fiscalizados pelo órgão estão os postos de combustíveis; produtos pré-embalados, produtos de certificação compulsória (brinquedos, pneus, preservativos), entre outros.

Enviar para impressão